quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Proposta inútil

R

ecentemente foi veiculada na mídia uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que prevê a inclusão do "direito à busca da felicidade" na Constituição Federal. Encabeçada pelo senador Cristovam Buarque (PDT-DF) , o novo texto, como exposto no site do próprio senador, tem como objetivo reforçar e ratificar em seu conceito a garantia dos direitos sociais básicos como fator decisivo para propiciar a busca da felicidade. Agora pergunto: pra quê? Por que perder tempo com essa frivolidade? Admiro-me de os governantes realmente levarem esta proposta a sério!

Ao ficar sabendo desta proposta, lembro-me da tão falada carta de autoria do mesmo senador que fora espalhada pelo país afora na época em que eu ainda prestava vestibular (cerca de 5-6 anos atrás), a qual apresentava um discurso dele sobre a nossa hegemonia sobre a Amazônia e sua contrariedade acerca de uma possível internacionalização desta região. Sendo assim, fico duplamente triste ao ver como uma pessoa que conseguiu proferir tão felizes palavras anteriormente, propõe uma emenda tão estúpida como esta sobre felicidade.

Para não cair em palavras rudes, creio que esta proposta é no mínimo sem utilidade, sendo assim não deveria nem sequer ter tomado forma fora da mente de seus criadores, quanto mais ser projetada à constituição. O interessante que os que defendem esta proposta comparam a situação em questão com questões básicas como saúde, educação e segurança, como se palavras bonitas fossem mudar esta realidade cruel e negligente. É uma pura perda de tempo! Vejo a veiculação desta proposta na mídia apenas como geradora de um deboche nacional frente ao assunto. Com tanta coisa que está errada no país (e em maior escala na esfera política), é revoltante ver que os deputados e senadores abrem brecha na pauta de discussões para um assunto tão menor, tão bobo, deixando de se concentrar no realmente interessa.

Os políticos participantes desta proposta, conforme informa o site da Câmara dos Deputados são os seguintes: Dep. Manuela d´Ávila (PCdoB-RS) (Autora da proposta na Câmara), Dep. Jair Bolsonaro (PP-RJ), Dep. Paulo Rubem Santiago (PDT-PE) e Sen. Cristovam Buarque (PDT-DF) (Autor da proposta no Senado).

Um comentário:

Déia ♥ disse...

Meninoooo! Pq vc sumiu?

Bjus