sexta-feira, 26 de junho de 2009

Quando o sucesso mata

A

nos se passaram e mais uma vida de sucesso foi ocultada... dessa vez essa vida pertencia a Michael Jackson.

Quem saberia como acabaria a vida daquele garoto talentoso dos Jackson 5?... Muitas pessoas, afinal essa história é velha conhecida de todos.

O que poderia explicar toda a mundança na vida desse mito? Várias coisas, a maioria especulações... Infelizmente o sucesso, especialmente se presente desde a juventude, tem seu preço.

Sem dúvida a trajetória de Michael representa a influência que o sucesso e o despreparo gera na vida de quem está em destaque. Habilidades ele tinha, ninguém duvida disso, afinal ele revolucionou a música, mas infelizmente não tinha o suporte para receber toda a pressão que uma estrela deve suportar.

Muito se disse sobre a vida do astro, desde agressões e abusos por parte de pai e padastro até a conhecida situação discriminada em que sua raça negra o punha; mas embora tudo isso possa explicar suas atitudes futuras, uma coisa é certa: ele não teve realmente a ajuda de que precisava. De viciado em analgésicos pesados, ele passou a suspeito de pedofilia e escravo da incessante vontade de mudar a aparência. Mas será que toda essa aura transtornada não tinha um fundo razoável? Quem pode imaginar o que a atenção e a curiosidade do mundo pode gerar num garoto com um enorme talento que fica em evidência desde cedo? E o papel dos pais: exploração da imagem, despraparo?

Enfim, é triste, e infelizmente previsível, ver que mais uma vida acaba sem a verdadeira homenagem que lhe deveria ter sido prestada: ajuda. Afinal, o que a mídia faz é enaltecer e evidenciar o presente, esquecendo todo o passado que poderia explicar o que está acontecendo. É difícil saber o que realmente aconteceu durante a criação da vida do astro, mas não tenho dúvida de que toda essa mudança tem explicação... e talvez nós nunca viremos a saber. Mas o que importa, acima de tudo, é que a música perde um revolucionário, e assim, fica mais sem graça e silenciosa.

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Antes tarde do que nunca!

A

ssim como um post novo demorou para surgir aqui no blog, um comentário político realmente crítico também custou a aparecer nas sessões diárias de Lasier Martins no Jornal do Almoço.
Para quem não conhece, Lasier é comentarista no jornal gaúcho mais assistido: Jornal do Almoço, da RBSTV, afiliada da TV Globo (aí vocês já imaginam as tendências...).
Bem, este jornalista tem seu tempo de fala garantido diariamente, tendo assim grande influência nas opiniões dos gaúchos mais desavisados.
Mas como tudo na vida tem uma primeira vez, hoje ele resolveu acertar, e falar abertamente, quase sem papas na língua, sobre a pouca vergonha que acontece a anos na política brasileira. O caso em questão é a sucessividade de escândalos de corrupção no Senado Federal, com ênfase no nepotismo, velho conhecido nosso. E vítima mais visada foi Roseana Sarney (PMDB) e sua família, que metem a mão no dinheiro público há muito tempo!
Tentei colocar aqui um arquivo de áudio com o comentário do Lasier, mas como o meu conhecimento digital é limitado, posto a seguir o vídeo do quarto bloco do JA desta segunda-feira, onde ele faz seu acertado comentário. Até que enfim!
Ah, para não ser necessário ver o jornal inteiro, dou-lhes a dica: o comentário começa aos 3:38, durando 1 minuto e 35 segundos.
Vale a pena conferir, uma vez que não é todo dia que se vê uma crítica decente, ainda mais numa afiliada da Rede Globo! Afinal, dificilmente o raio cai duas vezes no mesmo lugar!



Peço desculpa a todos que acompanhavam o blog, mas só agora estou conseguindo me desvencilhar dos estudos e publicar posts relevantes!
Abraço