domingo, 22 de fevereiro de 2009

Melhor ficar de olho aberto!

S

egundo um estudo, publicado em fevereiro no
Journal of Clinical Sleep Medicine, pacientes portadores de cefaleia tensional podem desenvolver insônia ao tentar aliviar a dor de cabeça fazendo uso do sono.

Ainda não se sabe a patogênese do distúrbio de sono nestes pacientes, mas Jason C. Ong, da Rush University Medical Center Chicago e colaboradores afirmam que a insônia têm sido identificada como um fator de risco para cefaleia tensional.


A amostra deste estudo consistiu em 32 mulheres com ce
faleia tensional e 33 mulheres com dores mínimas que funcionaram como grupo controle. Os pesquisadores levantaram dados de autorrelatos em gatilhos de dor de cabeça, interferência da dor com sono, e automedicação da dor. A interferência da dor com o sono foi maior no grupo da cefaleia. Deste grupo, 81% informou que a estratégia de autotratamento mais utilizada foi tentar dormir.

Estes achados sugerem que há uma relação bidirecional entre distúrbio do sono e cefaleia em adultos jovens. Além disso, o uso frequente de sono como autotratamento para dor é compatível com a hipótese que há um fator de relacionamento entre insônia e cefaleia tensional.

Isso, sem dúvida vai contra um hábito comum: de tirar uma soneca para aliviar a dor de cabeça. Então, quem não quer tomar remédio, tenta um paninho molhado na cabeça (e ajuda!).

Nenhum comentário: